Avaliação de procedimentos rotineiros na suinocultura como métodos estimativos de estresse mediante a aplicação da vocalização e velocidade de manejo

  • Gisele Dela Ricci niversidade de São Paulo, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, Laboratório de Biometeorologia e Etologia, . Pirassununga, SP, Brasil.
  • Cristiane Gonçalves Titto niversidade de São Paulo, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, Laboratório de Biometeorologia e Etologia. Pirassununga, SP, Brasil.
  • Késia Oliveira da Silva Miranda Universidade de São Paulo, Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz”, Departamento de Engenharia de Biossistemas. Piracicaba, SP, Brasil.
  • Patricia Nardin Berto Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Programa de Pós Graduação em Nutrição e Produção Animal. Pirassununga, SP, Brasil.
  • Evaldo Lencioni Titto Universidade de São Paulo, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, Laboratório de Biometeorologia e Etologia. Pirassununga, SP, Brasil.
  • Vera Letticie de Azevedo Ruiz Universidade de São Paulo, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, Departamento de Medicina Veterinária. Pirassununga, SP, Brasil.

Resumen

Vocalização e comportamento são métodos não invasivos de análise de bem-estar animal. O objetivo deste estudo foi avaliar o bem-estar de leitões durante as práticas de mossa australiana, desgaste de dentes e castração, a partir de vocalizações e aspectos comportamentais dos suínos. Para tal, foram utilizados 281 leitões, com aferições da intensidade máxima e mínima do ruído emitido pelos leitões e o tempo de realização. O comportamento dos leitões foi obtido de acordo com a atividade desempenhada durante o manejo e contenção. Para análise comportamental um etograma específico foi utilizado. A comparação de médias foi realizada pelo teste-T e PDIFF. A castração foi a prática com maior média de tempo de realização, seguida pelo desgaste de dentes e mossa. Os maiores valores de média de intensidade mínima e máxima foram encontrados para a castração de machos, no processo lento. Observou-se que o sexo não influenciou no tempo em que a mossa e o desgaste de dentes foram realizados, mas durante os mesmos o comportamento de esquiva foi o mais observado (P<0,05), com baixa frequência na castração. Portanto, pode-se concluir que os procedimentos ocasionaram dor, caracterizada por demonstrações vocais e de comportamento negativo.

Citas

Andrade, A., Correia, Pinto, S.C. é Oliveira, R.S. de (2002). Animais de Laboratório: criação e experimentação. Rio de Janeiro, Brazil: Editora FIOCRUZ, 388 p.
Baptista, R.I.A.A., Bertani, G. R. é Barbosa, C. N. (2011). Indicadores do bem-estar em 373 suínos. Ciência Rural, 41(10), pp.1823-1830.
Boissy A., Manteuffel, G., Jensen, M.B., Moe, R.O., Spruijt, B., Keeling, L.J., ... Aubert, A. (2007). Assessment of positive emotions in animals to improve their welfare. Physiology & Behavior, Haren ,92(3), 375-397.
Broom, D.M. é Molento, C.F.M. (2004). Bem-estar animal: conceitos e questões relacionadas - Revisão. Archives of Veterinary Science, 9(2), 1-11.
Cordeiro, A.F.D.S., Nääs, I.D.A., Da Silva, W.T., é De Moura, D.J. (2008). Medida de vocalização de suínos (Sus scrofa) como um indicador de gasto energético. Revista Brasileira de Engenharia de Biossistemas, 2(2), 143-152.
Cordeiro, A.F.S., Nääs, I. A., Oliveira, S. R. de M., Violaro, F. & Almeida, A. C. M. (2012). Efficiency of distinct data mining algorithms for classifying stress level in piglets from their vocalization. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, 32(2), 208-216.
Dela Ricci, G., Titto, C.G., Berto, P.N., Tonon, E., Titto, E.L. é Santos, J.V. (2017). Influência do treinamento de manejadores no aparecimento de lesões na cavidade bucal de leitões após pratica de desgaste de dentes. VII Brazilian Congress of Biometeorology, Ambience, Behaviour and Animal Welfare. Anais SBBiomet, Sociedade Brasilera de Biometeorología, 67-98p.
Dunkan, I.J.H. (2005). Science-based assessment of animal welfare: farm animals. Revue Scientifique et Technique-Office International des Épizooties, 24(2), 483-492.
Düpjan, S., Schön, P., Puppe, B., Tuchscherer, A. & Manteuffel, G. (2008). Differential vocal responses to physical and mental stressors in domestic pigs (Sus scrofa). Applied Animal Behaviour Science, 114, 105-115.
Grandin, T. (1998). The feasibility of using vocalization scoring as an indicator of poor welfare during slaughter. Applied Animal Behaviour Science, 56(2), 121-8.
Heffner, R. S. & H. E. Heffner. (1990). Vestigial hearing in a fossorial mammal, the pocket gopher (Geomys bursarius). Hearing Research, 46(1), 239–252.
Hessing, M.J.C., Hagelso, A.M., Van Beek, J.A.M, Wiepkema, R. P., Schouten, W. G. P., & Krukow, R. (1993). Individual behavioural characteristics in pigs. Applied Animal Behaviour Science., 37(4), 285-295.
Kasanen, S. & Algers B. (2002). A note on the effects of additional sow gruntings on suckling behaviour in piglets. Applied Animal Behaviour Science, 72(2), 93-101.
Köppen: Clima dos Municipios Paulistas. (2011). Consultado 03 jan. 2018. Disponible: http://www.cpa.unicamp.br/outras-informacoes/clima-dos-municipios-paulistas.html.
Leidig, M.S., Hertrampf, B., Failing, K., Schumann, A. & Reiner, G. (2009). Pain and discomfort in male piglets during surgical castration with and without local anesthesia as determined by vocalization and defence behaviour. Applied Animal Behaviour Science, 116(2), 174-178.
Lewis, N. J. (1999). Frustration of goal-directed behaviour in swine. Applied Animal Behaviour Science, 64, 19–29.
Manteuffel, G., Puppe, B. & Schön, P.C. (2004). Vocalization of animals as a measure of 429 welfare. Applied Animal Behaviour Science, 88, 163-182.
Marchant, J. N., Whittakerb, X. & Broom, D.M. (2001). Vocalisations of the adult female domestic pig during a standard human approach test and their relationships with behavioural and heart rate measures. Applied Animal Behaviour Science, 72(2), 23-39.
Marx, G., Horn, T., Thielebein, J., Knubel, B. & Borell, E. (2003). Analysis of pain related vocalization in young pigs. Journal of Sound and Vibration, 266, 687-698.
Moi, M. Nääs, I. A., Caldara, F. R., Paz, I. C. L. A., Garcia, R. G., Cordeiro, A. F. S., & Seno, L. O. (2015). Vocalização como indicativo do bem-estar de suínos submetidos a situações de estresse. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, 67(3), 837-845.
Poletto, R. (2009). Bem-Estar Animal. (Série Especial). Consultado 03 jan. 2018. Disponible http://www.suino.com.br/SanidadeNoticia.aspx?codigoNot=zSoHh5f8w90=&title=SE
Prunier, A., Bonneau M., Von Borell, E.H., Cinotti, S., Gunn, M., Fredriksen, B., & Velarde, A. (2006). A review of the welfare consequences of surgical castration in piglets and evaluation of non-surgical methods. Animal Welfare, 15(3), 277-289.
Puppe, B., Schön, P.C., Tuchscherer, A. & Manteuffel, G. (2003). The influence of domestic piglets (Sus scrofa) age and test experience on the preference for the replayed maternal nursing vocalization in a modified open- field test. Acta Ethologica, 5(2), 123-129.
Ramos, J.B. (2006). Bem estar animal: A ciência de respeito aos animais. Informativo do instituto Ecológico Aqualung, 68: 4-6.
Schrader, L., Todt, D. (1998). Vocal quality is correlated with levels of stress hormones in domestic pigs. Ethology, Berlim, 104(10), 859-876.
Sobestiansky, J., Wents, I., Silveira, P.R.S é Sesti, L.A.C. (2003). Suinocultura Intensiva. 1. Brasília, Brazil: Editora Embrapa, 36p.
Talling, J. C., Lines, J. A., Wathes, C. M. & Waran, N. K. (1998). The acoustic environment of the domestic pig. Journal of Agricultural Engineering Research, Silsoe, 71, 1-12.
Weary, D. M., Appleby, M. C. & Fraser, D. (1999). Responses of piglets to early separation from the sow. Applied Animal Behaviour Science, Londres, 63(4), 289-300.
Weary, D. M. & Fraser, D. (1995). Calling by domestic piglets: Reliable signals of need. Animal Behavior, 50, 1047–1055.
Weary, D.M. & Fraser, D. (1997). Vocal response of piglet to weaning: effect of piglet age. Applied Animal Behaviour Science, 54, 153-160.
Publicado
2019-08-14
Cómo Citar
RICCI, Gisele Dela et al. Avaliação de procedimentos rotineiros na suinocultura como métodos estimativos de estresse mediante a aplicação da vocalização e velocidade de manejo. Investigación Agraria, [S.l.], v. 21, n. 2, p. 117-123, ago. 2019. ISSN 2305-0683. Disponible en: <http://www.agr.una.py/revista/index.php/ria/article/view/518>. Fecha de acceso: 23 oct. 2019
Sección
ARTÍCULOS CIENTÍFICOS